Celso Viáfora é o convidado especial do show “Somos Todos Iguais Nesta Noite” que Ivan Lins (com quem Celso já compôs perto de trinta canções) e o Expresso 25, maravilhoso grupo vocal de Porto Alegre (que em 2013 gravou o CD “Cantando em Bando” só com canções de Viáfora), apresentarão no dia 04 de outubro de 2017, às 21 horas, no Teatro da Reitoria da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110 – Bom Fim, Porto Alegre/RS), com ingressos a R$ 80 e R$ 40 (meia).

Celso Viáfora faz show solo em Blumenau, dia 30 de setembro.
No dia 07 de novembro, tem noite de autógrafos do livro “Amores Absurdos” em Belém do Pará.
Ainda em Belém, nos dias 09 e 10 de novembro, divide o palco com Nilson Chaves e Pedro Viáfora.
Dia 11 é a vez de Macapá, ao lado de Pedro Viáfora e participação especial de Enrico Di Miceli.
Veja mais informações em “Agenda”.

Na sexta-feira, 11 de agosto de 2017, às 21:00, no Ipê Clube (Rua Ipê, 102, Ibiraquera), Celso Viáfora e Vicente Barreto, sobem ao palco para cantar as canções da parceria.
Nunca houve briga, desavença ou separação. Muito ao contrário: morando no mesmo prédio, o mais comum dos programas dos últimos anos foi um deles ligar para o apartamento do parceiro a fim de chamá-lo para uma cerveja, um vinho, uma comida especial que acabara de sair do fogo.
No entanto, há mais de oito anos que não compunham juntos uma nova canção e, inacreditavelmente, há mais de quinze não dividiam um mesmo palco.
Não houve maior razão. Apenas os dois foram musicalmente caminhar por outros lugares, respirar novos ares criativos, dividir sua música e sua poesia sobretudo com a nova geração. Assim, sem prévia intenção, foi que Vicente Barreto passou a compor com Rômulo Fróes, Rodrigo de Campos, Manu Maltês e com seu filho, Rafa Barreto, entre outros; da mesma forma com que Celso Viáfora criou canções com Tó Brandileone, Léo Bianchini, Pedro Alterio, Breno Ruiz, Paulo Monarco e com seu filho, Pedro Viáfora.
Os dois artistas continuam compondo com seus parceiros e a vida provavelmente seguiria dessa maneira se em maio, numa noitada de vinhos na casa de Vicente, em certa hora, como não faziam há algum tempo, Vicente não tivesse puxado o violão e os dois não tivessem relembrado pérolas da obra que construíram juntos. Cantaram não apenas as clássicas “A Cara do Brasil”, “Por Um Fio”, “Linda de Lua” ou “A Notícia” como também músicas primorosas como “O Rio Virou Sertão”, “O Zabumbeiro” ou “Voltar Pra Casa”.
A relembrança, pelo tamanho do trabalho criado, talvez, na melhor fase criativa de ambas as carreiras, espantou a todos. Inclusive a Barreto e Viáfora.
Ficou suspensa no ar a pergunta sem qualquer resposta plausível: por que os dois não sobem juntos no palco há tanto tempo?
Dias depois, a pergunta recebeu a melhor das respostas: Vicente e Celso passaram a se encontrar já não (ou, pelo menos, não somente) para bebidinhas e comidinhas de finais de semana mas, agora os violões sempre presentes, para criarem juntos o espetáculo “Uns Caras do Brasil”.
O repertório? A vasta e ao mesmo tempo simples e complexa, popular e clássica obra de Vicente Barreto e Celso Viáfora.

“UNS CARAS DO BRASIL” com VICENTE BARRETO E CELSO VIÁFORA
Dia 11 de agosto de 2017 – sexta-feira – 21:00 horas
Ipê Clube – Rua Ipê, 102
Ingressos: R$ 30,00 (normal) R$ 20,00 (sócios)
Reservas: Departamento Cultural – telefone: (11) 5574-7255

A aguardada versão em e-Book do romance “Amores Absurdos”, de Celso Viáfora, acaba de ser disponibilizada para a venda digital no Google Play (https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.trampo.trampo009).
A arrebatadora história de amor do compositor Antônio Terra e da cantora Lídia Saviolo (Já lançada em livro – com trilha sonora em CD) tem início no instante em que se conheceram, nos anos 80, num dos ínúmeros festivais da canção que aconteciam pelos interiores do Brasil; passando pelo início deste século onde, estabelecido como empresários de sucesso no ramo da propaganda e marketing, o casal vive o auge da relação; para chegar até aos dias de hoje, quando, um obscuro e mal explicado envolvimento com os atos de corrupção da política brasileira, põe em cheque os 25 anos de um casamento alicerçado por um intenso e, até então, inabalável amor absurdo.
O e-Book oferece ao leitor a inédita opção de, no instante em que lê, ouvir a música composta especialmente para aquela determinada cena literária.

AMORES ABSURDOS, de Celso Viáfora.
Versão contendo o Romance e as 14 músicas: R$ 27,98.

link:
https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.trampo.trampo009

Cantando em Bando” o aguardado registro em CD do bem-sucedido encontro musical de CELSO VIÁFORA com o virtuosismo vocal do grupo EXPRESSO 25 (coral cênico gaúcho de 40 vozes), com arranjos elaborados pelo maestro PABLO TRINDADE, acaba de chegar da fábrica. Composto exclusivamente de canções de Viáfora – seja em voo solo (“Que Nem a Gente”, “Santo Expedito”, “Crença”, “A Pessoa”, entre outras) ou em parcerias com Ivan Lins  (“Emoldurada”) e Vicente Barreto (“A Cara do Brasil”, “Passarinha”, “Conversa ao Pé da Porta”), o disco tem ainda as presenças de Sizão Machado, no contrabaixo; Ricardo Arenhaldt, na bateria; Webster Santos, na guitarra e no cavaquinho; Paulinho Timor, nas percussões; além de Pablo Trindade, no piano, e o próprio Celso, no violão.

O disco já pode ser adquirido, em primeira mão, através de pedidos pelo email: viamusica.viamusica@uol.com.br

Veja a capa e o encarte do CD, produzidos pelo artista plástico uruguaio Fernando Velázquez:

Capa Cantando em Bando